A infância é um período repleto de experiências que ficam marcadas na nossa memória. Quem nunca se lembrou de uma brincadeira ou atividade que praticou na infância e sentiu saudades?

Estas brincadeiras são importantes para além de um registro afetivo. Atividades que estimulam a criatividade e geram descobertas marcam também a infância de outras formas, gerando inúmeros benefícios.   

As dinâmicas feitas na primeira infância também podem estimular comportamentos que serão repetidos por muitos anos, mesmo depois que a criança já for adulta. 

Atividades que envolvem brincadeiras e movimentos do corpo, por exemplo, quando praticadas com frequência, tornam-se um hábito na vida das crianças e também têm relação direta com o desenvolvimento físico, emocional e psíquico. Neste texto nós explicamos com mais detalhes sobre como brincadeiras e atividades físicas na infância são positivas para a saúde e desenvolvimento dos pequenos.

Algumas atividades, no entanto, exigem estrutura e orientações específicas para serem praticadas. No momento em que vivemos, aquelas que podem ser executadas em casa tornam-se uma ótima possibilidade. Por esse motivo, hoje vamos falar da prática de yoga para crianças.

A prática de yoga

Yoga é uma prática que nasceu há mais de quatro mil anos. Os praticantes também seguem filosofias além dos movimentos do corpo. Nos últimos anos, o yoga ganhou grande visibilidade na mídia e, por isso, quando se fala em yoga, a maioria das pessoas já têm alguma noção do que se trata.

A comprovação disso é que o yoga compõe a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), entidade criada pelo Conselho Nacional de Saúde brasileiro, que tem como objetivo a implementação de tratamentos alternativos à medicina baseada em evidências na rede de saúde pública do país, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

A prática feita por crianças também se popularizou nos últimos tempos, justamente por conta dos seus benefícios. A concentração, respiração e alongamento incentivados no yoga são extremamente positivos para as crianças. Existem até algumas escolas, inclusive, que incluíram aulas de yoga nas suas grades curriculares.

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) divulgou recentemente um documento onde o Grupo de Trabalho em Atividade Física da entidade traz diversas dicas e recomendações em relação à prática de atividades físicas para crianças e adolescentes.

Nas sugestões, a prática de yoga é mencionada. “O Yoga, uma prática milenar que pode ser realizada por indivíduos de qualquer idade, representa  uma  ferramenta  relevante  para  melhora  da  saúde  física,  com  importante estímulo para ganho de flexibilidade e força muscular. Além disso, o Yoga pode ser especialmente importante para o momento atual por possibilitar o distanciamento  físico  durante  a  prática  e  contribuir  para  a  estabilização  da  saúde  emocional  e  mental, auxiliando no enfrentamento do estresse, ansiedade e sintomas depressivos”, informa o documento. 

O documento também reforça que o indicado é que crianças e adolescentes pratiquem em média 60 minutos de atividade física por dia, alternando a intensidade destas atividades.

Como o yoga pode ser divertido e benéfico para os meus filhos?

As posturas são inspiradas em elementos da natureza e também nos animais, que são características que despertam a curiosidade das crianças. Os movimentos podem ser feitos de uma forma lúdica, com músicas e histórias, que faz do yoga uma atividade extremamente prazerosa.

Os pequenos também são mais flexíveis e, dessa forma, realizar as sequências de exercícios pode ser divertido. A musculatura em formação é fortalecida ao realizar as posturas, que tem efeito também no equilíbrio postural dos baixinhos.

A prática de yoga desempenhada pelas crianças acontece por etapas, que passam pela respiração, concentração e só depois disso ocorre a introdução das posturas, que vão se intensificando ao longo do tempo. Respeitar os limites do corpo também é extremamente importante, já que alguns movimentos tendem a alongar bastante.    

A importância da respiração

A respiração é uma das propriedades fundamentais do yoga. Para as posições, a criança vai precisar respirar com o nariz e barriga ao invés do tórax. Essa técnica é benéfica para o sistema respiratório e também regula a respiração, resultando em tranquilidade e relaxamento.

Melhora na autoestima

Por ser uma atividade que não envolve a competição, o yoga pode estimular a autoestima e autoconfiança na criança, já que os resultados vão sendo alcançados de forma individual.

Mesmo com essa individualidade, o papel desempenhado pelo professor, pai ou outra pessoa que esteja junto da criança no momento da atividade,  reforça também a cooperação e o aprendizado em conjunto.

Mais concentração

Como já mencionamos antes, prestar atenção na respiração é fundamental no yoga. É necessário se atentar neste aspecto e também manter o foco para realizar as posições. Dessa maneira, a criança desenvolve a concentração e encontra mais facilidade em outras esferas do seu cotidiano. 

Como praticar yoga em casa com meus filhos?

Atualmente a tecnologia tem facilitado esse processo. Existem vídeos, aplicativos e sites que introduzem o yoga de forma bem simples. Mas, apesar dessa facilidade, é preciso atenção. Verifique a fonte desses materiais, e principalmente, caso seus filhos pratiquem, fique atento quanto à reação deles ao fazerem os exercícios: dor e desconforto extremos não são um bom sinal.

Com respeito aos limites do corpo, paciência e vontade de aprender, o yoga pode fazer parte da rotina das crianças de maneira leve e positiva! 

Débora Nazário